18 de jan de 2010

Cacos da Memória – o livro




Venturas e desventuras de uma família de imigrantes – texto fragmentado em episódios curtos e de fácil leitura, não obstante interligados pelo histórico familiar. O dia-a-dia numa aldeia portuguesa (Palhal - Ribeira de Fráguas); a escassez de empregos e as lavouras de subsistência; emigração; histórias da tradição oral, festas religiosas e eventos pitorescos; a vizinhança; trapalhadas e brincadeiras da infância e as fantasias e descobertas de um menino e o seu desempenho escolar. O Brasil aos olhos dos que ficam. O sonho nunca alcançado. O retorno.


***************************************************************************************************************






Divulgação de "Cacos da Memória" no evento cultural Literatura de Segunda, promovido pela ONG
Laboratório Cultural
*****************************************************************************************************************************************
Depoimentos
Caro Ventura. Li o seu livro... A questão de não decorar a tabuada é insignificante. Até hoje ainda tem uns professores que reprimem os alunos por causa disso. Felizmente não fui vítima da palmatória. Gostei da estória do gato caçador. Sua mãe defendendo o gato foi muito legal...
Lourival Gomes de Oliveira (VAVÁ) - professor e jornalista
... estou lendo o seu livro e é fascinante...
Daiane Brasil - universitária e coordenadora da ONG Laboratório Cultural
... Já dei uma espiadinha no seu blog e, vendo a foto de "Cacos da Memória" me lembrei de quanto foi prazeroso lê-lo. Todos aqui em casa leram o livro e sempre comentávamos as histórias depois, pedindo à minha avó que contasse mais alguns detalhes. Rimos, choramos, enfim, nos comovemos muito.
Luciana Carvalho - arquiteta e sobrinha linda
Muito obrigada uma vez mais pela oferta do livro. Para já está a ser uma grande aventura a leitura. Muitos parabéns. Seguem hoje duas publicações de minha autoria...
Nélia Oliveira - historiadora (Branca/Portugal)
Olá bom dia, eu sou a filha mais nova da Guilhermina Nunes. Eu tive o prazer de ler o livro que o senhor escreveu, gostei muito, pois tem lá partes da sua infância que tb são muito parecidas com a minha. O meu muito obrigada pelo seu maravilhoso livro... Beijinhos. Tita.
Tita Martins - (Portugal/Alemanha)
"...Não imaginas a ansiedade com que esperei a recepção do teu livro! Recebi-o só anteontem e "devorei-o", em pouco tempo! Contribuiste para que me tornasse menino outra vez! Lembraste-me algumas peripécias que os meus neurónios já haviam apagado. Mais uma vez te estou reconhcidamente agradecido..."
Ismael Coutinho - bancário e amigo de infância, personagem de Cacos da Memória- Aveiro/Portugal
"Hoje eu peguei no teu livro, livro lindo linda história, e resolvi emprestar..."
Ivon Carlos Bernardo - marceneiro e poeta - Rio de Janeiro

(...) "Estou pasmado com a capacidade de memorização deste homem, é claramente um dom que nos une, a memorização. (...) Cerca de meio século depois de o autor João Ventura ter vivido entre as freguesias da Branca e Ribeira de Fráguas, os registros que estão no livro são incrivelmente precisos, e estou à vontade para afirmar isto, pois como todos sabem, tenho duas monografias publicadas sobre lugares da freguesia, além de uma amiga comum, que escreveu um trabalho sobre a freguesia da Branca.
Com este fantástico título, "Cacos da Memória", este livro deveria fazer parte da atividade pedagógica do Agrupamento de Escolas da Branca, não que eu seja saudosista, mas os jovens ribeirofraguenses e branquenses iriam aprender bastante sobre as vivências de outrora.
A vantagem deste trabalho literário é que está escrito na primeira pessoa, ou seja é um "diário de bordo" entre dois continentes. Como homem profundamente ligado à etnografia, sociologia e antropologia, cada vez mais (...) avanço com a ideia de que o passado não é vergonha, mas orgulho.
Parabéns João. Abraço.

(...) Naturalmente, já li o seu livro. O português é fantástico. Sei que os brasileiros cultos (...) escrevem quase de igual modo ao português Pt/Pt...

Nuno Jesus - autor de "Telhadela - Perspectiva Histórica e Etnográfica" e coautor com Nélia Oliveira de "Ribeira de Fráguas - a sua história" - Portugal

Clic no link abaixo e leia uma resenha de Cacos da memória, escrita por Jussara Neves Rezende, Doutora em Literaturas de Língua Portuguesa e dona do blog Minas de mim. Leia também mais comentários sobre a obra.
http://minasdemim.blogspot.com.br/2013/05/cacos-da-memoria-de-joao-antonio.html

"...O rigor sociológico, diria, etnográfico, estampado neste livro é deveras incomum, particularmente para quem nunca mais visitou a aldeia na qual passou parte da sua mocidade e que, nota-se na fluidez da leitura, o marcou de forma indelével"
(Excerto do comentário de Nuno Jesus em Minas de mim)

Estou na faculdade estudando um pouco sobre metodologia científica, e a professora fala muito sobre o rigor sociológico e etnografia tb. Achei bacana esse comentário de um especialista sobre seu livro. Vou relê-lo agora nessa ótica, para tentar pegar essas nuanças que passaram-me despercebidas.

Rafael Coelho Ventura - biólogo, meu filho

Bom dia.
Passei os meus tempos livres destes últimos dias a ler o seu blog, adorei as suas histórias de infância, são viciantes, fiquei ainda com mais vontade de ler o livro. Se não lhe der muito trabalho gostava de saber quanto custaria enviar o livro para Portugal com portes, caso esteja dentro das minhas possibilidades combinamos a transferência e envio.
Cumprimentos,

Daniela Lapas - Aveiro, Portugal

**************************************************************************************************************

A quem interessar: ainda existem exemplares disponíveis
Se desejar, envie e-mail para antoniorodrigues25@superig.com.br juntando comprovante de depósito bancário no Banco do Brasil, ag. 3992-6, conta 5327-9. O valor total é de R$ 20,00 (15,00 + 5,00 para correio no Brasil. Para o exterior fica bem mais caro). Eu lhe enviarei o livro.

8 comentários:

Luana disse...

Olá "Vô Tonico"!
Fomos vizinhos na "comandaí", fui "namoradinha" do seu filho mais novo na adolescência, e por curiosidade olhando o orkut dele, vi o endereço do seu blog, e resolvi dar uma espiadinha...
Nossa... estou encantada com tudo que li... são belas demais as histórias... Amei!
Continuarei lendo, não pq fui "namorarinha do dani"(risos) mas pq realmente é muito interessante tudo isso... Meu pai também escreve e eu adoro ler...
Um grande abraço, da sua nova fã,
Luana Costa.

Teresa disse...

Sim, é pena não ter o tempo necessário para ler todos os textos logo que são publicados...
Não desanime! Tudo isso tem imenso valor...

glb disse...

Não sei se a Camara Municipal (=Perfeitura)de Albergaria-a-Velha ficou com algum livro para a Biblioteca local ou se a Junta de Freguesia de Ribeira de Fráguas também teve essa iniciativa/oportunidade mas acho que seria interessante que isso acontecesse.

Joao Antonio Ventura disse...

Também acho que seria... Só falta uma oportunidade que venha a calhar. De minha parte estaria disposto a enviar exemplares (sem ônus), desde que alguém das bibliotecas mencionadas manifestasse interesse. Abraços glb. De onde voçê é?

glb disse...

Sou de Albergaria-a-Velha (sede do concelho). Mais uma vez realço que o seu livro é um documento importante por se tratar de um relato na primeira pessoa de alguém que viveu cá e que por isso deve estar disponivel em locais onde pode ser consultado por mais pessoas interessadas.

Penso que a JF de Ribeira de Fráguas poderia ser intermediária para receber um volume para a JF e outro para a Biblioteca Municipal.

Pode enviar a sugestão para o e-mail geral@jf-ribeiradefraguas.pt . Enviei essa sugestão através do site mas não sei se o formulário está funcional.

http://www.jf-ribeiradefraguas.pt

Esther Alcântara disse...

Olá, João,
Você ainda tem um exemplar do livro disponível? Li a resenha da Jussara e fiquei com muita vontade de ler seu livro. Parabéns, desde já!

Esther Alcântara disse...

Opa! Esqueci de lhe deixar meu e-mail: estheralcantara@gmail.com
Aguardo contato!
Abs.

Joao Antonio Ventura disse...

Esther, obrigado pelo carinho. Carinho duplo: pelos comentários e por desejar o livro. Tenho sim, exemplares disponíveis. Já lhe mando um e-mail combinando tudo.
Um bom dia. Abraços.

Postar um comentário