17 de jan de 2013

O que eu gosto no facebook


Se tem algo que gosto no face, é do português castiço escrito (e provavelmente falado) por alguns amigos de Portugal, nos comentários e posts na minha página. Digo "amigos", mas não os conheço pessoalmente, nem sei se os conhecerei algum dia. Amigos internautas; inimigos é que não serão, com toda a certeza.
Parece que lá em Portugal não pegou o internetiquês, essas abreviaturas, siglas e códigos esquisitos, às vezes difíceis para mim que falo e escrevo em português. Parece que lá as pessoas estão mais sossegadas (ou fingem estar), sem a pressa que por cá estraga o texto e empobrece a comunicação.
Às vezes nem compreendo totalmente a mensagem, por se tratar de tema local, geralmente sobre políticas públicas ou mesmo políticos e personalidades portuguesas. Mas leio.
Sei que vocês me dirão: "Ora, com poucas palavras e alguma criatividade dizemos tudo que eles demoram um período inteiro para dizer: ponto para nós!".
Pode ser. Mas eu leio os posts e comentários de lá pelo simples e puro prazer de ler um bom texto!
E não me perguntem sobre o que não gosto no face. Se for o caso, perguntem ao elefante sutil.

4 comentários:

Jussara Neves Rezende disse...

João Antônio,
Nada posso dizer sobre o Facebook, pois entrei ali num dia, voltei no seguinte e antes de uma semana já havia deletado o perfil que criara. Não sei se administro mal meu tempo, mas ele sempre me parece escasso e o FB pareceu-me um instrumento para roubar ainda mais o pouco tempo de que disponho. Fugi!
Nada posso dizer sobre o que acontece no FB, mas frequento alguns blogs portugueses e vez por outra me deparo com algum comentário escrito em bom português... nossa! É realmente muito bom nesses tempos de kkkkkk e similaridades!
Eu normalmente comento nos blogs que visito - quase nunca comentários tão longos qto este (rs), mas gosto de registrar que ali estive e que gostei de determinado texto, assunto, imagem.
Vc escreve bem, é um prazer parar e comentar.
Abraço,
Jussara

Jussara Neves Rezende disse...

Uma coisa que você pode fazer para animar seus leitores a comentarem é retirar essas letrinhas de verificação... são tão chatinhas! :/

Jussara Neves Rezende disse...

Não sei porque vc acredita que a margarida é a flor que mais condiz consigo, mas todos que me conhecem bem sabem que é minha flor preferida. Claro que amo orquídeas, violetas, copos-de-leite, jasmins... adoro receber rosas! Mas acho lindo o quanto as margaridas são capazes de, despretensiosamente, encherem de luz um ambiente!

Joao Antonio Ventura disse...

A principal restrição que tenho ao face é justamente a que você comentou: a perda de tempo, embora, como aposentado eu tenha todo o tempo do mundo. Pelo menos em tese.
Quanto às letrinhas, vou providenciar.
Também amo flores em geral. A margarida não tem qualquer atributo especial, nem na cor, nem na forma, nem no aroma, embora tenha tudo isso como as demais, em doses discretas.
A margarida me encanta porque é simples e comum (olha o Pessoa aí)e muito prolífica, capaz de encher os campos de beleza (isto não sei bem, talvez seja uma fantasia minha) Abraços.

Postar um comentário